Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LR - Perfumes e Companhia

Um espaço onde pode conhecer mais acerca da empresa LR - Health Beauty Systems



Sexta-feira, 07.02.14

História e tradições de São Valentim

A história do Dia de São Valentim remonta a um dia obscuro, de jejum tido em homenagem a São Valentim. A associação com o amor romântico só chega depois do final da  Idade Média, durante o qual o conceito de amor romântico foi formulado. O bispo Valentim lutou contra as ordens do imperador Claudio II, que tinha proibido o casamento durante as guerras porque acreditava que os solteiros eram melhores combatentes.

Além de continuar a celebrar casamentos, ele casou-se secretamente, apesar da proibição do imperador. A prática foi descoberta e Valentim foi preso e condenado à morte. Enquanto estava preso, muitos jovens enviavam-lhe flores e bilhetes dizendo que ainda acreditavam no amor. Enquanto aguardava na prisão a sua sentença, ele apaixonou-se pela filha cega de um carcereiro e, milagrosamente, devolveu-lhe a visão. Antes da execução, Valentim escreveu-lhe uma mensagem de adeus, na qual assinava como “Seu Namorado” ou “De seu Valentim”. Considerado um mártir pela Igreja Católica, a data da sua morte - 14 de Fevereiro - também marca a véspera de lupercais, festas anuais celebradas em Roma antiga, em honra de Juno (deusa da mulher e do matrimonio) e de Pan (Deus da natureza). Um dos rituais desse festival era o do passeio da fertilidade, em que os sacerdotes caminhavam pela cidade batendo em todas as mulheres com correias de couro de cabra para assegurar a fecundidade.

Tradições do Dia de São Valentim:

Muitas são as tradições associadas ao dia de São Valentim, variando de país para país. Por exemplo, nas Ilhas Britânicas na altura dos Celtas, as crianças costumavam vestir-se de adultos e cantavam de porta em porta, celebrando o amor; no actual País de Gales, os apaixonados trocavam entre si prendas como colheres de madeira com corações gravados, chaves e fechaduras, o que significava «Só tu tens a chave do meu coração».
Já na Idade Média, em França e na actual Inglaterra, no dia 14 de Fevereiro, os jovens sorteavam os nomes dos seus pares e estes eram cosidos nas mangas durante uma semana. Se alguém trouxesse um coração costurado na camisola, isso significava que essa pessoa estava apaixonada.
Ao longo dos tempos, as tradições de São Valentim foram adquirindo um grau de complexidade cada vez maior. A cada ano que passava, foram-se criando novas tradições, lendas e brincadeiras, como é o caso das mensagens apaixonadas.
A tradicional troca de cartões, cartas e bilhetes apaixonados no dia 14 de Fevereiro teve origem na altura da própria lenda de São Valentim, quando este teria deixado um bilhete à filha do seu carcereiro. No entanto, não há qualquer facto que comprove esta lenda.
Porém, é certo que, no século XV, Charles, o jovem duque de Orleães, terá sido o primeiro a utilizar cartões de São Valentim. Isto porque, enquanto esteve aprisionado na Tower of London, após a batalha de Agincourt em 1445, terá enviado, por altura do São Valentim, vários poemas e bilhetes de amor à sua mulher que se encontrava em França.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Lia Pedrosa às 18:26



Mais sobre mim

foto do autor


Pedido de Informação LR

Pedido de Informação

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728

Direitos de Autor

Os textos e parte das fotos que aqui são publicadas são da minha autoria, tendo por isso os direitos reservados. Não autorizo a sua publicação sem que haja um pedido prévio e consentimento da minha parte. As fotos retiradas da Internet foram consideradas do domínio público e, sempre que possível identificado o seu autor.


Google Analytics


Visitas


Blogs Portugal


Links

LR Célio Freitas

Conversas à Janela

Armazém 9