Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LR - Perfumes e Companhia

Um espaço onde pode conhecer mais acerca da empresa LR - Health Beauty Systems



Quinta-feira, 07.05.15

O Equívoco da Venda Directa!

O Enigma das Vendas por Catálogo!

Todos os dias contacto com futuros parceiros da LR e eles acham que não tem jeito para promover a marca, ainda por cima por catálogo e que todas as marcas/empresas que vendem por catálogo são todas iguais.... Não são todas iguais, caros leitores! Aliás...têm razão, todas as marcas/empresas que pensam sensatamente como a LR, utilizam catálogos. Sejam eles para o consumidor final ou para o profissional! Pensam que um medicamento aparece na prateleira da farmácia com um passo de magia??? Não, um delegado de informação médica teve de fazer o trabalho de bastidores, ou seja, teve que se deslocar até a farmácia, carregado com o catrapázio (catálogo) e dá-lo a conhecer ao farmacêutico para tentar vender aquele medicamento! Então e o que difere aquele medicamento de outro muito idêntico? Provavelmente pouca coisa, mas o vendedor (delegado de informação médica) é que faz a diferença. É ele que mostra as qualidades do medicamento e a razão para ele ir parar à prateleira daquela farmácia! O catálogo é apenas uma ferramenta de trabalho.

Os catálogos, são um das mais antigas formas de marketing, continuam a ser um sucesso hoje em dia e apesar dos grandes avanços tecnológicos parece que os clientes continuam a gostar de se sentar e folhear um catálogo de boa qualidade e relaxar enquanto avaliam as opções possíveis no conforto da sua casa e no momento em que quiserem. Perante uma quantidade fantástica de inovação e talento em acção no seio da indústria, poucas dúvidas existem de que os catálogos impressos ainda desempenham um papel essencial no sector da venda a retalho. E porquê? Aqui tem sete óptimas razões...

Acessibilidade:

As vantagens dos catálogos impressos face aos digitais prendem-se com a facilidade de utilização e com o grau de confiança e acessibilidade.

São portáveis, suscitam a vontade de ter e estão concebidos para serem consultados repetidamente. Apesar de a Internet ter um papel a desempenhar em qualquer operação de venda a retalho, os catálogos oferecem uma experiência brand-in-the-hand (marca na palma da mão) completa, com cada um dos produtos disponível num abrir e fechar de olhos. Um estudo recente nos Países Nórdicos mostram que 38% dos consumidores vêem primeiro os produtos no catálogo antes de comprarem o produto online (E-Commerce in the Nordics, 2011).

Informação:

O catálogo consiste numa fonte de informação leve e imediatamente disponível, na qual a maioria das questões é respondida ao longo das páginas. Tanto o preço, como o aspecto, a cor, o tamanho, a qualidade, o desempenho podem ser comunicados rapidamente. Na continuação do mesmo estudo, mostram que 34% dos consumidores dizem que os catálogos oferecem um melhor resumo dos produtos e que a visualização dos mesmos é mais fácil. A Informação sobre os produtos é, agora, ainda mais rica com o uso de QR Codes e Realidade Aumentada, dando aos consumidores a possibilidade de aceder ao conteúdo online, através de vídeos e entrevistas, dando ao catálogo uma nova dimensão.

Sedução:

No caso dos produtos de elevada qualidade, o catálogo oferece a oportunidade de atrair o cliente para o mundo da marca, proporcionando-lhe uma experiência que vai além da montra da loja. Esta experiência permite que o leitor seja seduzido pelo produto, tornando a compra ou outra acção mais prováveis.

Construção da marca:

Com um catálogo, pode passar um período de tempo significativo com o seu cliente. Enquanto o seu cliente estiver a ler o catálogo, vai estar também a absorver as suas mensagens e valores, fortalecendo a relação cliente-marca.

Agora, os catálogos estão a ser produzidos também com conteúdo editorial, criando o “Magalogue” – uma combinação de entretenimento e educação em conteúdo de revista com informação organizada em catálogos. Magalogues serão fortes embaixadores de marcas porque os produtos podem enfatizar as imagens da marca.

Identificar as oportunidades:

Os catálogos funcionam melhor quando a sua distribuição é direccionada através da definição do público ideal com base numa amplo espectro de variáveis. Assim, pode seleccionar que clientes têm maior probabilidade de comprar e, desta forma, distribuir o seu catálogo com base nesta informação.

O mundo digital desempenha um papel vital na segmentação, utilizando os dados das compras online para optimizar a segmentação dos catálogos e impressão de QR Codes para ajudar a conduzir os consumidores ao ponto de venda mais próximo via smartphone.

Fidelidade à marca:

A principal meta de qualquer campanha de marketing é conseguir gerar fidelidade à marca. Ao oferecer um catálogo repleto de criatividade e inovação, pode fomentar a fidelidade, deixando o leitor satisfeito com a ideia de que vale o esforço que aquele tipo de publicação exige. O catálogo é a montra da sua loja e, como tal, a oportunidade ideal para impressionar o seu cliente dentro da sua própria casa.

Eficácia:

Um elevado número de marcas globais ainda considera o catálogo o seu instrumento de vendas mais importante. Ao trabalhar com uma página na Internet, um serviço de atendimento telefónico e uma loja, a capacidade de medir o seu sucesso rapidamente e com precisão constitui uma verdadeira vantagem para o director de marketing. Os catálogos combinam com a rapidez e o direccionamento das compras online, aumentando a eficácia de ambos, seguindo as compras através de URL’s personalizados impressos nos aumentos de vendas-por-pagina do catálogo – informação que pode ser usada para optimizar o layout de futuras edições.

Mais esclarecido?? Espero que sim!

Lia Pedrosa

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Lia Pedrosa às 16:12


3 comentários

De Ricardo Pataco a 11.05.2015 às 12:40

Adorei, está mesmo muito bom! :)
http://lrricardopataco.wix.com/sucesso

De Lia Pedrosa a 12.05.2015 às 10:56

Obrigada Ricardo! Todos os dias a trabalhar para ser ainda melhor, não é? Beijinho

De Ricardo Pataco a 12.05.2015 às 11:52

Claro que sim Lia, sempre todos os dias a aprender, para poder ensinar. :) Obrigado. Beijinhos.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pedido de Informação LR

Pedido de Informação

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2015

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Direitos de Autor

Os textos e parte das fotos que aqui são publicadas são da minha autoria, tendo por isso os direitos reservados. Não autorizo a sua publicação sem que haja um pedido prévio e consentimento da minha parte. As fotos retiradas da Internet foram consideradas do domínio público e, sempre que possível identificado o seu autor.


Google Analytics


Visitas


Blogs Portugal


Links

LR Célio Freitas

Conversas à Janela

Armazém 9